segunda-feira, 2 de julho de 2012

COM A PALAVRA... A NOIVA!!!!

Oi meninas e meninos!

Recebi a colaboração de mais uma noiva! Fiquei muito feliz!
Agora é a vez da Alessandra, vocês podem ler o relato do casamento dela AQUI.

Vamos lá, agora é com a Alê!

nome dos noivos: Alessandra e Thiago 
idade com que se casaram: 26 e 30
data e horário do casamento: 29/10/2011 às 20h (o civil foi dia 28/04/2011)
local da cerimônia: Paróquia Santa Margarida Maria
local da festa: Salão Nobre do Botafofo de Futebol e Regatas
quantidade de convidados: 200


- Você sempre sonhou em se casar, em ter esse momento noiva? Sim, sempre sonhei com esse momento. Já tinha algumas idéias do que eu queria e sempre comprava revistas para ter mais algumas inspirações e também para saber o que eu não queria.

- O que mais te estressou durante os preparativos? Creio que nada me estressou. Ah, às vezes a distância me irritava, pois queria resolver as coisas e tinha que esperar chegar o dia de vir para o Rio.
   


- Qual a parte mais agradável ou fácil desse processo? As provas do vestido de noiva eram sempre uma festa. Provas de doces com meus pais também eram deliciosos. Eles me ajudaram em tudo.
- O que você considera que tenha sido um achado? Pode ser um item bem baratinho, um profissional pouco conhecido com um preço ótimo...
Sinceramente, não vi nada baratinho. Mas um achado e dos melhores foi a Bia, com certeza. Achei num blog, liguei pra ela e no encontro eu gostei dela logo de cara. Foi realmente uma escolha super acertada e feliz.

- E qual foi a sua extravagância? Pode ser um profissional renomado que fazia questão ou algum item luxuoso. Acho que um luxo foi o meu vestido. Não tinha idéia de quanto era um vestido de noiva. Senti que ia doer no bolso do meu pai, mas quando vimos o resultado, valeu muito, muito a pena cada centavo.
 
- Sentiu dificuldade em encontrar algum produto/serviço? O que? Não tive dificuldade nenhuma em encontrar o que eu queria.

- Foi tudo como você esperava/planejou?
Foi sim tudo como eu esperava. Deu tudo certo e algumas coisas me surpreenderam.

- O que você mais gostou no evento?
Difícil hein? Acho que tudo, não tem nada que eu não tenha gostado. Mas a cerimônia foi mágica, emocionante, como eu sempre imaginei.

- E o que menos gostou?
Não teve nada que eu não gsotei.

- Algum arrependimento?
Nenhum

- Se o seu casamento ainda fosse acontecer, contrataria os mesmos profissionais? Contrataria os mesmos sim.

- Conte um pouco sobre o grande dia. As emoções, expectativas, nervosismo... 
Meu dia foi bem tranquilo, graças à Deus. Fui dormir tarde na noite anterior, ansiedade normal. Acordei antes do despertador tocar e fui correndo pra janela para ver o tempo. Estava um sol lindo na zona norte. Tomei um banhi tomei café da manhã e fui pro Marriot. Queria chegar logo lá. Meu pai me levou, fomos conversando sobre vários assuntos, nem parecia que eu ia casar dali a algumas horas, ríamos a toa. Chegamos no hotel e alguns primos meus de São Paulo me esperavam na porta fazendo uma festa danada. Saí do carro, comecei a pular e rir, eu tava doida. rs....O moço do hotel veio pegar as coisas pra levar pro hotel e eu tagarelava sem parar, me apresentei, apresentei meu pai, como se eu fosse amiga de longa data do sujeito. Entrei, fiz o check in tranquilamente e subi junto com papai. Ele me ajudou a acondicionar as coisas e foi embora para o Botafogo levar as caixas dos banheiros para Bia, levar o carro para a Igreja. Mamãe chegou logo depois. Tomei aquele banho de 1 hora e fiz a fitinha com os nomes das amigas pra colocar na barra do vestido. Mamãe tomou banho e pedimos nosso almoço. Eu comi um risoto de funghi maravilhoso. O Fernando Rodrigues e sua assistente chegaram logo e começaram a nos arrumar. A equipe do Beto Santoro e do Marcelo Bruno chegaram por volta de 15h. Foi uma bagunça deliciosa. Um monte de gente dentro do quarto, registrando cada momento e eu me sentindo uma estrela. Papai chegou e me viu previamente maquiada. Ficou deslumbrado. Mal sabia ele que o melhor estava por vir. Por volta de 16:30/17h eu fiquei pronta. Mamãe e Fernando me ajudaram a me vestir e desci com papai, também já arrumado para tirarmos as fotos do making of. Enquanto isso, Fernando terminava de arrumar a mamãe. O making of foi o máximo, o hotel tem muitas locações bacanas e o dia tava lindo, o que ajudou bastante nas fotos externas. Fomos para o calçadão tirar algumas fotos. Eu e papai nos divertíamos horrores, todo mundo parava pra olhar, tirar fotos, bater palmas. E a gente achava tudo muito engraçado. Atravessávamos no meio dos carros, metidos mesmo (rs) como se nada pudesse nos atingir. E todos paravam e a gente acenava, ria, ria muito. Estávamos vivendo um sonho. Quando voltamos para o hotel, o carro já estava lá. E que carrão. Ao vivo ele era muito mais lindo e muito mais imponente. O motorista era um capítulo à parte, um fofo. Falei pra ele: Oi, eu sou a noiva. Ele riu e balançou a cabeça. Era óbvio, mas eu me apresentava pra todo mundo.rs rs. Subi para o Fernando fazer os últimos retoques. Mamãe já estava pronta e linda demais. Ela foi em um táxi e eu e papai entramos no carro. Por um momento fiquei em silêncio, a ficha tava caindo. Borboletas tomaram conta do meu estômago. Começei a tremer feito um bambu e a suar. O motorista ligou o ar condicionado super forte, meu pai tava com frio e eu morrendo de calor, muito nervosa. Papai segurava forte na minha mão. Fomos conversando sobre como a vida nos levou até ali, relembrando coisas gostosas, fui me acalmando. Papai começou a contar coisas engraçadas e me fazia gargalhar. A noiva do casamento anterior estava atrasada e eu tinha tempo de sobra pra chegar na Igreja. Quando chegamos na porta da Igreja, espiei algumas pessoas de dentro do carro e minha ansiedade foi aumentando. Troquei alguns olhares com meu pai, queria chorar, mas controlei. Saí do carro e me posicionei atrás da porta junto com papai. Bia me ajudou a arrumar o vestido, véu, buquê. Ouvíamos a orquestra do Delfim dando um show do outro lado e sabíamos tudo o que estava acontecendo. Agradeci à Bia por tudo que ela havia feito por mim e demos um abraço muito gostoso. Sem ela, eu estaria capenga. Os trompetes começaram a tocar, olhei pro mei pai, agradeci a vida maravilhosa que ele e mamãe haviam me dado e perguntei se eu continuaria sendo sempre a princesinha dele. Ele sorriu, me deu um beijo e disse que me amava. Aquela era a resposta que eu precisava. A porta abriu, avistei mamãe no altar, chorando e joguei um beijo pra ele, meu outro e grande amor. Entramos calmamente, vimos todo mundo que estava lá. Eu sorria sem parar, estava muito, muito feliz. Avistamos o Thiago e sorrimos. Ele estava estático, com o olhar fixo em mim. Meu pai deu um abraço de filho nele (eles se adoram) e me deu um beijo e um abraço que eu não queria que acabasse nunca. Thiago olhava pra mim meio que hipnotizado e repetia que nunca tinnha tido uma visão tão linda na vida dele, repetia que eu estava uma princesa e que me amaria pro resto da vida. Ali terminou minha ansiedade. Curti cada momento da cerimônia, foi linda, especial como eu sempre sonhei e planejei.




- Qual sua dica para as meninas que ainda vão se casar? Contrate profissionais que você tenha referência, não deixe que outras pessoas se intrometam no momento mais importante da sua vida. O que mais vai existir é cunhada, amigas, tias, etc querendo dar pitaco. Corte logo para não ter aborrecimentos. Faça tudo do SEU jeito, a festa tem que ter a cara dos noivos. Curta muito cada detalhe, sem estresse e sem drama. E no dia, mantenha o sorrisão largo e os olhos brilhando. Tudo dará certo. Deixe pra chorar só no final, como eu fiz, não queria que aquele momento acabasse nunca.


E aí, gostaram?
Então em breve tem mais!!



Já curtiu nossa página no Facebook? Não? Então passa lá, sempre coloco fotos: https://www.facebook.com/beatrizdiaseventos 

Beijos

6 comentários:

Anônimo disse...

Me emocionei com o relato... Tears...

Marcela Pontes disse...

Para noivas da Carol o momento mais marcante dos preparativos são as provas mesmo. ô doce de pessoa!
Seria repetitiva em excesso em dizer que a Alessandra ficou linda? hahaha
bjksss

Ana Carolina Diniz disse...

Ale....que lindo seu relato! Bjs

Bebel S. Argolo disse...

chorei só de ler...rs lindo!

michelle disse...

Ale...estou emocionada! Assim como seu sorriso que estava radiante nas fotos foi possível sentir a sua emoção tbm pelas suas palavras...
Bjos

Dani Barbosa disse...

Chorando de verdade só de ler!!!! Que lindo!!!! E Bia, vc é sensacional!!!! ;)